Camp da Seleção reúne crianças no Allianz Parque

Postado em 12 de abril de 2017 Camp da Seleção reúne crianças no Allianz Parque
Após seis dias de aulas teóricas e práticas, cerca de 120 crianças das categorias sub-7 e sub-15 receberam os certificados de conclusão do curso das mãos do presidente da CBF, Marco Polo Del Nero.

Na manhã deste sábado (28), o Allianz Parque foi palco do encerramento do primeiro Camp da CBF School. Após seis dias de aulas teóricas e práticas, cerca de 120 crianças das categorias sub-7 e sub-15 receberam os certificados de conclusão do curso das mãos do presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, e do reitor Fernando Costa, da Universidade Brasil, nova patrocinadora da Seleção Brasileira.

A CBF School é uma iniciativa de expansão e valorização do futebol nacional e implementará, no Brasil e no exterior, escolas de futebol da Seleção Brasileira. Gilberto Ratto, diretor de marketing da CBF, exaltou a primeira edição do Camp.

– Foi um passo muito importante na expansão da marca da Seleção Brasileira e sua necessária aproximação com o público jovem. O nosso objetivo é expandir esse projeto das clínicas a outras cidades do Brasil e proporcionar aos pequenos a mesma emoção que vimos eles sentirem aqui ao vestir a amarelinha.

A opinião do diretor foi compartilhada com a ex-jogadora Daniela Alves, da Seleção Brasileira, que participou como instrutora no Camp de São Paulo.

– É gostoso ver o brilho nos olhos deles quando você ensina alguma coisa. Eles olham atentamente e tentam fazer o que você pediu. Foi um privilégio participar dessa primeira clínica. Tem vários talentos aqui, crianças de todos os tipos. Tanto masculino como feminino. Tem cinco meninas, de 11 anos, com tanto talento que fiquei admirada. Acho isso muito bom para o Brasil, que tem talentos escondidos em lugares a quais não temos acesso.

Como foram os dias do CBF Camp

As crianças iniciaram as aulas teóricas e práticas no último dia 23, na Universidade de São Paulo (USP). Após os aprendizados com professores e técnicos do Camp ao longo da semana, todas participaram da confraternização neste sábado, no Allianz Parque.

Com apenas nove anos e muito empolgado com o Camp, Alexandre Lima Viana Silva contou o que aprendeu nos dias de aulas.

– A gente trabalhava passe de bola, domínio, petecar e dominar a bola e chute para o gol. Jogo de atacante e fiz três gols hoje. Meu sonho sempre foi jogar em um estádio. Eu vim para cá e foi muito legal - disse orgulhoso.

As meninas também participaram do programa. A jovem lateral Camila da Silva Viana, de 15 anos, falou sobre a experiência.

– Como meu irmão já joga no Nacional, na Barra Funda (SP), os treinadores dele indicaram o Camp e ficaram sabendo que eu também jogo futebol. Então eu vim e foi ótimo. Todos os instrutores qualificados, ensinando muita coisa. Se você não entendesse uma vez, eles explicavam até você aprender. Foi uma maravilha.

Orgulhoso e satisfeito com o resultado da primeira edição, o coordenador técnico Gustavo exaltou o projeto e ressaltou a importância da ação para o futuro do futebol.

– Não é apenas um evento, é um projeto onde a gente vai conseguir que se caminhe junto educação e esporte. Nossa ideia é rodar as principais cidades do Brasil. Acho que o grande legado disso tudo é unificar a metodologia, desde os 6 anos até a Seleção Principal. E também resgatar o orgulho que a gente tinha em vestir a camisa da Seleção Brasileira.

VOLTAR

Relacionados

Nenhuma notícia relacionada